Munícipes revoltados com "falta de gestão" nas obras que levam o caos ao trânsito a norte de Cascais

Por Redação CASCAIS24

04.02.2017


Os automobilistas que circulam pelas estradas a norte do concelho de Cascais estão revoltados com aquilo que classificam como “falta de gestão” nas obras em curso – a maior delas o novo adutor de água, com cerca de onze quilómetros – mas o caos no tráfego pode vir a ser minimizado com a abertura da nova variante, inaugurada este sábado, entre Tires e Trajouce e, na próxima quarta-feira, com a conclusão da nova passagem hidráulica entre Manique e Trajouce, o que irá permitir a reabertura da via nos dois sentidos. No entanto, até 31 de maio, manter-se-á encerrado o troço entre a coletividade de Manique e Tires e, longas e intermináveis filas, na estrada que liga Manique à rotunda de Alcoitão, junto às bombas Galp, embora continuem a existir algumas alternativas, como Adroana e a estrada das Neves.


Longas e intermináveis filas na estrada de Manique
Os munícipes queixam-se do “caos diário dos condutores, residentes e de toda a comunidade escolar salesiana, com as obras em Manique”. “Toda a área envolvente à escola, com cerca de dois mil alunos, está em obras, são filas de trânsito sem fim e muita gente prejudicada cm os constantes atrasos”, dizem.



“Não criticamos as obras, mas a sua gestão, que não deixa qualquer alternativa, por exemplo para o caso de haver uma emergência. Os meios de socorro jamais chegarão em tempo útil”, sublinhou, ao Cascais24, Jorge Gouveia, um dos muitos automobilistas indignados com este estado de coisas.



E a revolta é tão grande que um grupo de munícipes criou mesmo no Facebook uma página denominada "ATENÇÃO DESVIO OBRAS CASCAIS, que conta neste momento com cerca de mil seguidores. Todos a contestarem a forma como as obras estão a ser geridas. Este grupo foi criado tendo “por objetivo ajudar os munícipes de Cascais, que são afectados diariamente pelas infindáveis obras rodoviárias, a encontrar soluções (DESVIOS) mais rápidos e alternativos nas suas deslocações de automóvel”, pode ler-se.



Vereador tenta acalmar ânimos



Vereador Nuno Piteira Lopes
Entretanto, o vereador Nuno Piteira Lopes, que detém as áreas da gestão e intervenção territorial, cidadania e participação e desporto na Câmara Municipal de Cascais, fez saber através do Facebook que a Nova Passagem Hidráulica na estrada de Manique - Trajouce ficará finalizada na próxima quarta-feira”.


Assegurando que, “por maiores que sejam os obstáculos maior é a nossa determinação”, Piteira Lopes garante que, “com a conclusão desta passagem hidráulica e a ligação da mesma ao 3 adutor que já se encontra instalado no subsolo, será possível reabrir os 2 SENTIDOS no troço entre Manique e Trajouce ajudando a minimizar os impactos muito negativos que se tem sentido nos últimos dias”.


Para o vereador, “é uma obra que, depois de concluída, não se dá a devida importância porque fica enterrada e não se vê. Mas a estrada com passeios onde nunca existiram, com Iluminação Pública que não tinha, com a mesma largura em toda a sua extensão e sem estrangulamentos, com passadeiras, sinais de limite de velocidade, e novo tapete betuminoso vai ser com toda a certeza MUITO MAIS SEGURA para todos os que por lá circulam todos os dias”.





Finalmente, Nuno Piteira Lopes pede “desculpa a todos pelos incômodos causados nos últimos dias”, não sem deixar de sublinhar não poder, também, deixar de “agradecer a todos as inúmeras mensagens de apoio e compreensão que me têm feito chegar”.




 

Marcelo na nova variante



Já este sábado, ao final da manhã, foi inaugurada com as presenças do presidente da Câmara, Carlos Carreiras, e do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a nova variante rua Comandante Jorge Albuquerque, construída a norte do aeródromo de Tires, com uma via em cada sentido e uma extensão aproximada de 500 metros, que estabelece uma ligação direta entre a Estrada José Justino Anjos (ligação Manique-Trajouce) e a avenida Amália Rodrigues (ligação Manique-Tires). 


Esta nova variante, na qual o município investiu 150 mil euros, “vem retirar o trânsito de passagem do centro de Manique, proporcionando melhor qualidade de vida aos moradores”, diz a Câmara Municipal de Cascais.
Marcelo Rebelo de Sousa marcou presença (Foto CMCascais)



“Ao mesmo tempo, adianta o município, a nova via permite poupar cerca de 15 minutos no trajeto entre Tires e Alcoitão ou Alcabideche, ou mesmo Estoril, e vice-versa, constituindo uma importante alternativa à circulação rodoviária nesta zona”.


Ao atribuir a esta importante via de ligação junto ao aeródromo municipal o nome de Jorge Albuquerque, a Câmara Municipal de Cascais presta, assim, homenagem a um homem que foi um “exemplo de determinação e grande apaixonado pela aviação de pequeno porte”. 
  
O comandante Jorge Albuquerque era o piloto do Cessna, que caiu em Camarate a 4 de dezembro de 1980, matando, entre outros, o primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro e o ministro da Defesa Nacional Adelino Amaro da Costa

 



1 comentário:

  1. este documentário é tão só uma opinião da oposição que nada faz ou nada fez Cascais já á muito que precisa de intervenção a olhos vistos em todas as linhas e felizmente está a acontecer, de múmias já o concelho está farto impostos para que servem? servir a população certo e as obras não se fazem do dia para a noite assim como consequências que são dai derivantes, vamos aguardar o final das obras, e serenamente avaliar a sua funcionalidade ao invés de julgar em prol de não estar calado só porque sim.


    ResponderEliminar