sexta-feira, 26 de maio de 2017

Mais “ricos e poderosos” reúnem-se em Cascais

Por CASCAIS24



Sob a temática “Construindo a União”, mais de 400 participantes, entre CEO, governantes e ex-governantes de 70 países de todo o Mundo vão estar reunidos, entre este sábado e a próxima terça-feira no luxuoso hotel Miragem, de 5 estrelas, em Cascais na Reunião Global Horasis, que é considerado o mais importante encontro anual de líderes empresariais.

O encontro junta ainda quatro prémios Nobel e presidentes de grandes multinacionais, empresas que representam economias que correspondem a um capital de mais de 200 mil milhões de euros.

 “O Horasis é mais do que um grande encontro de alguns dos mais importantes decisores políticos e empresariais de todos os continentes”, diz Carlos Carreira, presidente do município. E o autarca, que é o anfitrião do encontro, explica: “O Horasis é um evento que permite colocar Cascais no primeiro plano da diplomacia económica internacional, assumindo-se como um lugar único, no contexto nacional e europeu, para a discussão das grandes tendências da economia, da tecnologia e da inovação”.

Já o presidente da entidade internacional organizadora, Frank-Jurgen Richter afirma que “a Horasis orgulha-se de sediar o Horasis Global Meeting em Cascais”, porque “Cascais é um centro emergente do diálogo global e, por isso, o local certo para organizar este encontro”.

O "Horasis Global Meeting" visa identificar negócios globalmente relevantes e definir trajetórias de crescimento económico, além da partilha de visões sobre o estado atual e futuro da economia mundial.

Os participantes vão partilhar conhecimento sobre o estado atual do mundo, na perspetiva de se “construir uma união”, debatendo ideias para o desenvolvimento de um futuro melhor.

O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro António Costa, o ex-presidente da Comissão Europeia José Manuel Durão Barroso, Barbara Berrett, presidente da Aerospace Corporation (Estados Unidos); Rajiv Modi, presidente da multinacional Cadila Pharmaceuticals (Índia); Kenneth S. Rogoff, professor de Economia de Harvad; Larry Stone, presidente da empresa de telecomunicações britânica BT Group (presente em 170 países); e os Prémios Nobel da Paz Bernard Kouchner (França), Rajendra K. Pachauri (Índia), José Ramos-Horta (Timor Leste) e Jodi Williams (EUA) são alguns dos participantes.



"Mundo do Voluntariado" em conferência em Alcabideche

Por CASCAIS24

"O Mundo do Voluntariado" é o tema da conferência promovida pelos Bombeiros Voluntários de Alcabideche, no âmbito do 90.º aniversário, a ter lugar este sábado de manhã no espaço DNA Cascais, em Alcabideche.

Com moderação do jornalista e escritor José Paulo Fafe, a conferência divide-se em três painéis:Uma Retrospetiva do Voluntariado, Promoção do Voluntariado e O que é Ser Voluntário.

O primeiro painel conta com Cláudia Marques, do Banco de Voluntariado de Cascais, e de Rui Rama da Silva, da Liga dos Bombeiros Portugueses.

No segundo painel participam Dulce Simões, da Cruz Vermelha Portuguesa, Fernando Nobre da AMI e Susana Queiroga, da Confederação Portuguesa do Voluntariado.

Já para falar do terceiro tema e último do painel três voluntários falarão das suas experiências. São eles António Sala, voluntário no IPO, Carlos Mata, que foi comandante voluntário 29 anos nos Bombeiros de Alcabideche e Cláudia Batista, bombeira de 1.ª classe na mesma corporação.
 






quinta-feira, 18 de maio de 2017

Carreiras anuncia 5 mil postos de trabalho nos próximos anos

Por CASCAIS24



“Em breve, vão instalar-se no concelho empresas nacionais e internacionais que, juntas, vão gerar 5.000 postos de trabalho, com uma maior concentração em Carcavelos”, anunciou, esta quinta-feira, o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, na abertura de um seminário que decorreu no Centro de Formação e Reabilitação Profissional de Alcoitão, no âmbito da "Semana do Empregador".

Segundo Carlos Carreiras, “isto é fruto de uma decisão que tomámos de trazer para o concelho a Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa”, o que, ainda de acordo com o autarca, “está a gerar, neste momento, a atração de empresas que querem instalar-se, à procura de talentos”.

Aos anunciados 5.000 postos de trabalho não são, também, alheias a criação da Faculdade de Medicina da Universidade Católica, que Carlos Carreiras considerou “também fulcral para o desenvolvimento do concelho”, bem como a instalação dos maiores centros de neurologia e de ortopedia do País.

A taxa de desemprego, em Cascais, terá baixado quase 10 por cento no ano passado e, segundo o município, “está agora próxima dos 8,4 % da população ativa, ou seja, abaixo da média nacional, situada nos 10%.”.

A Câmara Municipal de Cascais está dotada de uma divisão específica de promoção de emprego, sendo um dos quatro municípios que apostaram nesta área. O município trabalha em parceria com várias entidades, entre as quais o IEFP. 

“Temos uma excelente articulação com a divisão do emprego da Câmara de Cascais e trabalhamos sempre em parceira, mesmo informalmente, porque temos o mesmo objetivo, que é integrar as pessoas no mercado de trabalho”, salientou, por sua vez, Manuela Tinoco, diretora do Centro de Emprego de Cascais do IEFP.

Em Cascais, as áreas de formação mais procuradas são as técnicos comerciais e a informática, segundo revelou, por sua vez, Fátima Duarte, coordenadora da AERLIS.

Presentes neste seminário estiveram, também, alguns antigos formandos, como, por exemplo Inês Carrari, esteticista, que, atualmente, exerce a profissão num hotel de cinco estrelas, em Cascais e Sérgio Silva, que abriu no Bairro da Torre o seu salão unissexo de cabeleireiro.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Vítimas de violência doméstica com nova casa de apoio

Por CASCAIS24




As mulheres vítimas de violência doméstica irão contar, a partir de sexta-feira, com um apartamento de acolhimento temporário cedido pelo município de Cascais na área da União de Freguesias de Carcavelos e Parede.

Trata-se da “Casa do Farol” – um imóvel que integra o parque municipal de habitação social, cedido pela Câmara de Cascais à ABLA - Associação de Beneficência Luso Alemã, sediada em Carcavelos para que esta instituição de solidariedade social possa desenvolver o seu projeto de reintegração de mulheres, maiores de 18 anos, com ou sem filhos, em situação de exclusão ou vulnerabilidade social.

A mais-valia do projeto consiste, segundo o município de Cascais, na sua multifuncionalidade e no facto de ser dirigido a mulheres que precisem de respostas institucionais urgentes.

Durante o tempo em que permanecerem na Casa, a ABLA ajudará estas mulheres a estruturar um projeto de vida, investindo nas suas competências pessoais, sociais, profissionais e parentais, acompanhando-as no processo de autonomização para uma saída de casa em segurança e financeiramente estável.

A ABLA tem vindo ao longo dos anos a desenvolver diversas iniciativas na área social e educacional, em parceria com a Câmara Municipal de Cascais. 

Com experiência na área de intervenção do projeto há mais de 10 anos que promove programas de reinserção profissional com ex-reclusos, ex-toxicodependentes e famílias monoparentais, trabalhando estes públicos numa abordagem multidisciplinar.